O minimalismo caracteriza-se pela presença de planos verticais que constroem espaços tridimensionais (altura, profundidade e largura) bastante característicos. 

Configurando formas bastante simples e refinadas ao mesmo tempo, o estilo minimalista pode ser facilmente identificado por projetos “limpos” e sem excessos. Além da aplicação de cores neutras e materiais industriais modernos.

Mais que uma grande tendência, o minimalismo tem se tornado ao longo da história e principalmente nos últimos anos, um estilo de vida. 

O estilo minimalista 

Foto/Reprodução: Escritório minimalista. Via: Adobe.

Desde a 2ª Guerra Mundial, surgiram diversas novidades no campo que engloba a  arte e o design que passaram a ser aplicadas em todo o mundo. Desde a influência do artista “De Stjil” com o projeto da “Casa Schroder”, o minimalismo ganhou evidência e, após isso, tornou-se frequente no mundo da arquitetura e do design de interiores.

Interiores minimalistas 

Minimalismo: aplicando o estilo a projetos residenciais
Foto/Reprodução: Exterior e interior minimalista, contendo peças amplas e bem iluminadas. Via: Adobe

Em seu interior, projetos de casas minimalistas contam com número estratégico de divisões entre os cômodos. Isso dá-se a valorização dos espaços livres, que permitem, além de tudo, uma quantidade maior de luz que entra nos ambientes. Sendo a iluminação outra forte característica desse tipo de construção.

A decoração minimalista

A decoração minimalista, assim como em seu exterior, preza por aspectos simples e ao mesmo tempo, bastante refinados. Ou seja,  preza por poucos, mas excelentes móveis. Peças refinadas ganham destaque e valorizam os ambientes dos interiores minimalistas.

Cadeiras, mesa, poltronas e sofás também são grandes destaques dos cômodos e, geralmente, quando utilizados, acompanham itens de iluminação, que valorizam ainda mais a mobília e os cômodos de forma geral.  

Uma boa dica para alcançar uma decoração perfeita dentro dos aspectos minimalistas é dar continuidade ao uso de composições geométricas também no interior da casa. Para acertar em cheio, aposte nos móveis de linhas retas, que não possuam muitos detalhes, que tenham boa qualidade e que sejam bastante práticos e úteis no cômodo o qual farão parte.